Instagram Twitter Facebook Youtube O QUE VOCÊ PROCURA?

Vida Saudável

Dos 30 aos 60: veja o tipo de alimentação ideal para cada faixa etária da mulher

Seguir uma dieta balanceada, praticar atividade física com regularidade e não negligenciar no consumo de água são atitudes importantes para quem deseja envelhecer bem e com saúde. Até aí nenhuma novidade, não é mesmo? Mas sabia que o organismo feminino apresenta necessidades diferentes no quesito alimentação em cada faixa etária? Diante disso, separamos algumas dicas para que você, mulher, possa saber direitinho o que consumir a partir dos 30 anos para facilitar o seu bem-estar ao longo dos anos.  Confira! 

 
30 anos 
 
A partir dos 30, o metabolismo começa a desacelerar, ou seja, passa-se a gastar menos calorias para desempenhar as mesmas atividades. Por isso, as mulheres desta faixa etária devem priorizar o consumo de frutas e hortaliças, diminuir o sal (responsável por causar retenção de líquidos) e evitar excessos de doces e frituras. Elas também podem investir em alimentos integrais e fibras, que aumentam a saciedade e estimulam o intestino, assim como em opções com bom aporte de ferro (feijão, lentilha, grão de bico e carnes magras), que costuma ficar em baixa nesta época da vida. 
 
40 anos 
 
Depois dos 40, alimentos antioxidantes (frutas secas e oleaginosas) e anti-inflamatórios (gengibre) devem fazer parte do cardápio. Também é importante moderar o sal e o açúcar, além de controlar a ingestão de gorduras, evitando o aumento dos níveis de colesterol para prevenir doenças como diabetes e hipertensão, já que nesta fase as mulheres começam a perder massa magra e a ter maior percentual de gordura devido à proximidade da menopausa. 
 
50 anos 
 
Com a chegada da menopausa, as mulheres devem priorizar os fitoestrogênios encontrados em leguminosas, como feijões, grãos e brotos. Estes alimentos aliviam alguns sintomas típicos da fase, como as famosas ondas de calor. 
 
60 anos 
 
A partir dos 60 anos, a dica é priorizar pequenas refeições ao longo do dia, pois nesta fase a digestão é mais lenta. As mulheres também tendem a não sentir muita sede, por isso, deve-se incluir a água na rotina para evitar a desidratação, assim como ingerir proteínas magras, frutas, legumes e frutas secas para manter a disposição e a longevidade.